TEXTO:
Fluxo de pessoas em shopping cresceu 1,4% no último Natal segundo Iflux
28/01/2015
Indicador desenvolvido pelo IBOPE Inteligência e Mais Fluxo aponta que empreendimentos com até 20 mil m2 de ABL são os que mais cresceram
A atividade comercial em shopping no último mês de dezembro ficou 1,4% acima do resultado obtido no mesmo mês do ano anterior, segundo o Iflux, indicador específico do mercado de shopping, desenvolvido pelo IBOPE Inteligência e pela Mais Fluxo, que revela o grau de aquecimento ou movimentação do setor. “Trata-se de uma variação pequena, mas que merece ser comemorada”, avalia Marcia Sola, diretora executiva de geonegócios do IBOPE Inteligência.

Do total de shoppings existentes no Brasil – 480 de acordo com o Cadastro de Shoppings do IBOPE Inteligência – os empreendimentos menores (com até 20 mil metros quadrados de ABL – Área Bruta Locável) tiveram, em média, resultados ainda mais favoráveis: variação positiva de 4%. Já os grandes empreendimentos (a partir de 40 mil m² de ABL), tiveram variação menor, mas ainda assim positiva, como pode ser observado no gráfico a seguir.
 


Também foi observada diferença no que se refere ao volume de concorrência que cada shopping enfrenta em seus respectivos mercados.

De modo geral, o que se observou é que shoppings localizados em mercados menos concorridos conseguiram, no mês de dezembro, alcançar um crescimento maior na sua atividade comercial do que shoppings instalados em mercados equilibrados ou superofertados. “Este é um resultado importante, pois mostra que, mesmo com a economia andando a passos lentos, onde há mercado o setor consegue resultados favoráveis”, avalia Marcia.

A classificação do mercado em carente, equilibrado ou superofertado é feita a partir de um indicador do IBOPE Inteligencia chamado Índice de Produtividade, que relaciona o potencial de consumo existente em uma determinada região e a quantidade de shoppings em operação. O resultado é um índice que mostra de forma rápida e objetiva a situação do mercado estudado. Valores abaixo de 80 indicam um mercado superofertado, no qual há mais oferta do que a demanda local é capaz de absorver. Índices entre 81 e 110 indicam situação de equilíbrio e valores acima de 110 apontam para mercados de baixa concorrência ou carentes.

Shoppings localizados em mercados carentes registraram um incremento de fluxo de 7,6%, ou seja, um crescimento em relação a 2013 cinco vezes maior do que a média.

Por outro lado, shoppings localizados em mercado superofertados tiveram queda de 1%.
 


Sobre o Iflux
O Indicador de Fluxo em Shopping Center é desenvolvido pelas empresas IBOPE Inteligência, que conta com uma unidade de negócios especializada em shopping center, e Mais Fluxo, especializada em contagem eletrônica de fluxo de consumidores. Seus resultados serão divulgados mensalmente a partir de janeiro de 2015.
Comentários
Ainda não foram adicionados comentários para esta página. Seja o primeiro a comentar.
TAGS
Consumo e comportamento; Cultura e lazer; Potencial de consumo; Shopping
 

 Notícias Relacionadas

 
 
Fluxo de pessoas em shoppings tem queda em novembro
09/dez/2015
Atividade comercial nesses empreendimentos permanece com tendência negativa
Fluxo de pessoas em shoppings segue em queda
11/nov/2015
Redução neste mês, em relação a outubro de 2014, foi de 2,7%
 

 Soluções Relacionadas

 
Banco de dados que abrange os 5.570 municípios brasileiros
Índice que indica o grau de aquecimento ou movimentação do setor de shopping
Combina informações do Target Group Index com uma pesquisa online exclusiva.
Estudo de estratégia geográfica que faz análise do mercado geográfico
 
PUBLICIDADE
Saiba mais sobre a marca Kantar IBOPE Media
Conheça o portfólio da Kantar IBOPE Media
Acompanhe nossos perfis e saiba todas as novidades da Kantar IBOPE Media