TEXTO:
Instituições políticas perdem ainda mais a confiança dos brasileiros
30/07/2015
Presidente da República é a que apresenta maior queda
Joe The Goat Farmer
​Em uma escala que vai de 0 a 100, sendo 100 o índice máximo de confiança, os Partidos Políticos mantêm a última colocação do ranking, com 17 pontos.
As instituições políticas brasileiras passam por uma crise de confiança no país. É o que mostra o Índice de Confiança Social (ICS), realizado pelo IBOPE Inteligência. Segundo a pesquisa, que mede a confiança dos brasileiros em 18 instituições e quatro grupos sociais, Partidos Políticos, Congresso Nacional, Presidente da República, Governo Federal, Sistema Eleitoral e Governo Municipal são as instituições que mais perdem a confiança da população.

Realizado desde 2009, sempre no mês de julho, o ICS registrou uma queda de confiança em todas as instituições e grupos sociais em 2013, período pós-manifestações. Algumas conseguiram se recuperar em 2014 e também em 2015, o que não é o caso das instituições políticas, que caem novamente neste ano.

Em uma escala que vai de 0 a 100, sendo 100 o índice máximo de confiança, os Partidos Políticos mantêm a última colocação do ranking, com 17 pontos, praticamente metade do índice que obtiveram em 2010 (33 pontos) e 13 pontos a menos do que no ano passado.

O Congresso Nacional continua com a penúltima colocação, posição agora compartilhada com a Presidente da República, que até 2012 oscilava entre a terceira e a quarta posição. Em 2015, ambos obtêm 22 pontos e atingem seu menor índice desde 2009. Enquanto o Congresso registra uma queda de 15 pontos em sua confiança em relação ao ano passado, a presidente, que tinha 44 pontos em 2014, apresenta a maior queda de confiança dentre todas as instituições medidas: 22 pontos. Em 2010, último ano do governo Lula, chegou a ter 69 pontos, o maior da série histórica, quando ocupou o posto de terceira instituição na qual os brasileiros mais confiavam. O Governo Federal também registra queda expressiva, indo de 43 para 30.

Além das instituições políticas, o Sistema Público de Saúde, que havia recuperado a confiança em 2014, é o que apresenta a maior queda: de 42 para 34 pontos.

Mais confiáveis - O Corpo de Bombeiros, que ocupa a primeira posição desde 2009, segue no topo do ranking e registra a maior evolução na confiança da população, passando de 73 em 2014 para 81 pontos neste ano.  O mesmo movimento ocorre com as Igrejas que mantêm a segunda colocação, subindo de 66 para 71 pontos e recuperam o patamar de 2012. A recuperação da confiança nesta instituição se dá independentemente da religião dos entrevistados: entre católicos, de 67 em 2014 para 72 agora; entre evangélicos, de 71 para 78; entre adeptos de outras religiões ou ateus, de 62 para 68.

Na terceira posição estão as Forças Armadas (de 62 para 63), seguidas pelos Meios de Comunicação (de 54 para 59), que interrompem um movimento contínuo de queda que vinha ocorrendo desde o início da medição.

Em 2015, o ICS das Instituições de um modo geral cai de 49 para 45 pontos, atingindo o nível mais baixo até então.

Sociedade - Outra medida do ICS é a confiança da população nas pessoas e na sociedade em geral. Neste ano, a confiança nas pessoas da família permanece praticamente a mesma do ano passado, passando de 87 para 86 pontos. Amigos, vizinhos e brasileiros, de um modo geral, seguem a mesma linha e marcam leves variações em relação ao ano anterior. 


Neste ano, o ICS geral diminui em relação ao ano passado, indo de 53 para 49 pontos, retornando ao patamar de 2013, o mais baixo desde o início da série. 



Sobre a pesquisa
O Índice de Confiança Social ouviu 2.002 pessoas com mais de 16 anos em 142 municípios. A pesquisa foi realizada entre 16 e 22 de julho.

Índice de Confiança Social 2015
Comentários
Ainda não foram adicionados comentários para esta página. Seja o primeiro a comentar.
TAGS
Política e eleições
 

 Notícias Relacionadas

 
 
Maioria considera que mudança de rumo no governo Dilma em relação a Lula levou país à crise
03/nov/2015
Para maioria, mudança de rumo no governo Dilma em relação a Lula levou país à crise
Aécio e Serra venceriam Lula se eleição fosse hoje
27/ago/2015
Alckmin empataria tecnicamente com ex-presidente em um confronto direto
 

 Soluções Relacionadas

 
Mensure o potencial de uma candidatura.
Identifica e mensura o impacto dos acontecimentos numa campanha.
Monitora a satisfação dos usuários de serviços públicos e privados.
Mensura a percepção que as pessoas têm de um candidato.
 
PUBLICIDADE
Saiba mais sobre a marca Kantar IBOPE Media
Conheça o portfólio da Kantar IBOPE Media
Acompanhe nossos perfis e saiba todas as novidades da Kantar IBOPE Media